Usuário: 

 
Senha: 
 
 

Papilomavírus Humano, detecção de subtipos de alto risco, Vários Materiais

Interpretação e comentário médico



- Há uma clara associação entre a infecção pelo HPV de alto risco e o desenvolvimento de câncer de colo uterino. Cerca de 30 subtipos do vírus acometem o trato genital, embora o 16 e o 18 estejam mais freqüentemente associados a câncer de colo de útero.

- A detecção do DNA do HPV pode ser feita por captura híbrida e por hibridação in situ, ambas realizadas pelo Laboratório.

- A captura híbrida apresenta vantagens sobre a hibridação in situ, uma vez que é o único método aprovado pelo FDA para o diagnóstico de infecção pelo HPV, além de possuir maior sensibilidade, de ser executada de forma mais rápida, de detectar um número mais elevado de tipos do HPV e de ter maior reprodutibilidade interlaboratorial. Por outro lado, existem limitações. Os resultados da pesquisa por captura híbrida não podem ser correlacionados com os achados histopatológicos e não há possibilidade de realização dos testes em material fixado ou em parafina. Apesar disso, pelas características mencionadas e pela boa especificidade do método em relação à presença de alterações patológicas, a captura híbrida tem sido adotada como metodologia de referência para a detecção do HPV na grande maioria dos centros diagnósticos nacionais e internacionais.

 
  Anterior Volta